A Igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA) foi fundada pela união do trabalho iniciado em 1880 pela Junta Americana de Comissionados para Missões Estrangeiras (das Igrejas Congregacionais Norte-Americanas, actualmente Igreja Unida de Cristo), e a missão iniciada em 1886 pelas Igrejas Congregacionais do Canadá (actualmente, Igreja Unida do Canadá).

Em 1940 foi aberta uma escola teológica, e a graduação de vários pastores resultou em um significativo crescimento e desenvolvimento na vida da Igreja. Durante o período de 1957 até a independência de Angola em 1975, o trabalho das duas denominações (a norte-americana e a canadense) foi unido e passou a ser chamado de Conselho das Igrejas Evangélicas em Angola Central. Após a independência o nome foi mudado para a Igreja Evangélica Congregacional em Angola.
A IECA teve forte adesão em determinadas regiões do país. Além de 60 escolas primárias e 3 secundárias, tinha o mais alto programa médico desenvolvido no território e um extenso serviço de saúde pública rural. Durante a guerra civil, a infra-estrutura nas zonas rurais foi completamente destruída e a igreja foi dividida em duas: uma na área rural e outra na cidade. A reunificação dos dois grupos só foi completada em 1996. Agora que há paz, o trabalho desenvolvido nas cidades desde 1977 está se estendendo às zonas rurais e a reconstrução já começou. Novos convertidos estão se unindo à Igreja, que está crescendo e se espalhando por todo o país, trabalhando em 15 províncias. De acordo com a sua constituição as funções do IECA são: o manter o Culto Divino e a difusão da fé cristã, e manifestar revelar no serviço de amor para todos os seres humanos. Por isso a Igreja está levando a cabo um plano estratégico com os diferentes programas de alfabetização, de educação, saúde, agricultura, paz, reconciliação e de direitos humanos. Para este trabalho, a Igreja tem se movido de uma missão rural para uma missão urbano-rural. A reconstrução da infra-estrutura rural, a fim de ajudar as pessoas a reconstruírem as suas vidas é uma tarefa urgente. Ao mesmo tempo, a Igreja tem que reforçar sua missão urbana.
A IECA é a segunda mais antiga denominação evangélica de Angola, e é totalmente autónoma. Seus pastores são agora formados em um seminário inter-denominacional em Huambo. A IECA participa plenamente das actividades e programas ecuménicos em Angola. A IECA é um dos membros fundadores do Concílio de Igrejas Cristãs de Angola (CICA)

Igreja Evangélica Congregacional em Angola